BIENAL DO ALTO TIETÊ I


O conceito de uma Bienal de Arte nasce em Veneza em 1895. Era como continua sendo até hoje um evento delimitado no tempo, vibrante, voltado para o contemporâneo.

A fórmula fé seguida com variações; Bienais e Trienais multiplicaram-se pelo mundo afora. No Brasil há o exemplo ilustre da Bienal de S. Paulo, hoje de grande importância internacional. Ela acontece regularmente desde 1951, tornando-se um ponto de referência fundamental no cenário brasileiro.
O Alto Tietê é um celeiro de artistas e vocações artísticas e o interesse pela ar1e grande apesar da falta de oportunidades para s'manifestar. A primeira Bienal do Alto Tietê surge para ajudar a preencher essa lacuna. É uma iniciativa dos artistas da região em busca não só de oportunidades para melhor integração e conhecimento mútuo, mas também de uma ocasião preciosa e periódica de contato direto com o público e com a mídia.

Os artistas promotores do evento e o Memorial do Alto Tietê que graciosamente a hospeda, estar contribuindo para a divulgação da Arte na região, contam com a presença de todos os interessados ​​em arte e sugestões para um futuro aperfeiçoamento.

Alto Tietê, abril de 2001

André Masini

.
CAPA E INTERIOR DO CONVITE

CAPA DO CATÁLOGO
PÁGINA DICADA AO AUTOR LÍBANO MONTESANTI CALIL ATALLAH


_________________________
_________________________

CLIC NESTE LINK
_________________________

fale com nossa diretoria

libanoatallah@terra.com.br  

WWW.TVARTPONTO.COM


artponto.org@terra.com.br
_________________________
Líbano Montesanti Calil Atallah